10 – E AMANHÃ?

A anunciação do Reino de Deus, em Cristo, é o Evangelho, as Boas Novas; a certeza da futura redenção é a fé cristã. Aquele que raciocina esperando por melhorias humanas, seja pela política, religião, tecnologia ou economia, espera pelo desespero e pela desesperança, pois nada pode nos livrar ainda do sentimento de culpa, incompletude e morte.

 

Ao contrário, Deus vem a nós, e de fato já aconteceu, pois Cristo pertence a categoria dos fatos acontecidos, e com ele aparece algo novo no mundo que antes não havia: é possível ter paz com Deus, comunhão com Deus, ser chamado Filho de Deus.

 

Contudo, ainda esta comunhão não está completa; o Reino de Deus foi anunciado em Cristo, mas só se consumará amanhã; por isso carregamos conosco nossa velha natureza, uma natureza que permanece imperfeita e mortal; por isso a fé suspira pela esperança que há de vir ainda mais uma vez. Pois o cristão sabe que a morte não é o fim, de fato, a vida eterna inicia-se já ali onde cremos em Jesus Cristo! Somente em comunhão com ele, engajado em sua causa, que é a causa do homem e a causa de Deus, a saber: o amor, estamos realmente livres do horror da morte – mesmo em tribulações. Pois o medo, por si só, não é capaz de salvar. Não se pode anunciar o juízo de Deus e, pelo medo, fazer trotear os homens a Deus. O medo não salva. Aquele que, por medo, pensa fazer a vontade de Deus, certamente não o faz; somente aquele que ama cumpre os mandamentos, porque seus mandamentos são amor.

 

Que há de importante nesta vida? Há muitas respostas, mas todas elas são nada, porque tudo isso, cedo ou tarde, acabará em nada. Nessa vida, o que importa é a outra vida.

 

“- Mestre”, perguntou o jovem, “que devo fazer para ter a vida eterna?”

“- Guarda os mandamentos”, respondeu-lhe o senhor.

“- Quê devo fazer para ser salvo?”, perguntou o guarda.

“- Crê no Senhor Jesus”, respondeu o apóstolo.

 

Qual a resposta certa? Na verdade? Ambas dizem o mesmo! Pois aquele que é nascido de Deus é Filho de Deus e este cumpre os mandamentos sendo assim herdeiro da vida eterna. O sentido da fé é a vida eterna, os atos de fé são o amor. E eles só podem se realizar se já não sou eu quem vive, mas se é Cristo quem vive em mim.

 

Nos vemos em 2011!

 

    • H.Gil
    • 27 dezembro, 2010

    A anunciação do Reino de Deus, em Cristo, é o Evangelho, as Boas Novas;
    ”A anunciação do Reino do Batman, em Bruce Wayne, é o gibi, as revistas em quadrinhos” Isso faz tanto sentido quanto a frase escrita pelo autor.

    a certeza da futura redenção é a fé cristã.
    redenção do que? Eu não cometi nada. Aliás, se cristo morreu pelos pecados, perdoando a todos, eu não tenho que me redimir de nada pois nasci depois. Essa é uma das questões levantadas neste artigo (http://ceticismo.net/2010/12/16/10-perguntas-embaraosas-sobre-a-bblia/)

    Aquele que raciocina esperando por melhorias humanas, seja pela política, religião, tecnologia ou economia, espera pelo desespero e pela desesperança,
    Seria interessante se o autor explicasse como ele chegou a essa conclusão. Contudo, ele se limita a afirmar tal posicionamento, o que implica em um “achismo” que acaba restrito a opinião pessoal dele. Além disso, fico pensando se não esperarmos melhorias humanas, seja nas áreas citadas pelo autor, seja em qualquer outra, devemos esperar o que? Que depois de mais de 2000 anos de atraso o deus judaico-cristão vai finalmente levantar a bunda de onde ela esteja e cumprir com aquilo que prometeu? Aliás, aquele que ESPERA por algo realmente só terá algo se o acaso ou outrem lhe ajudar. Portanto, não devemos esperar por melhorias, devemos buscar melhorias! E principalmente nas áreas da saúde, economia, política, tecnologia para que haja EFETIVAMENTE melhoras na nossa vida.

    pois nada pode nos livrar ainda do sentimento de culpa, incompletude e morte.
    Uma vez mais vemos aqui a opinião pessoal do autor. Com efeito penso que grande parte dos cristãos não tem sentimento algum de culpa, muito menos de incompletude ou morte. Tal assertiva embasa-se no fato de que se assim fosse, os seguidores dessa religião seriam extremamente depressivos e infelizes. Mas de todos esses “sintomas” que o autor afirma existir, com certeza o tal “sentimento de culpa” não existe, pois verifica-se no dia a dia que os cristãos violam várias regras religiosas e isso sequer lhes tira o sono. É evidente que eles próprios não acreditam naquilo que pregam, pois se o contrário fosse verdade a preocupação em manter-se dentro das regras seria muito maior.
     
    Ao contrário, Deus vem a nós
    Quando? Onde? Acho que ele deve ter esquecido de mim, e dos outros ateus, agnósticos, os teístas de outras religiões – pois se pressupõe que o autor fala do deus judaico-cristão.

    , e de fato já aconteceu,
    Bom, eu deveria estar dormindo junto com boa parte da humanidade, pois a gente perdeu o showzinho particular que Javé deu. O pior é ler o “de fato” não há fato algum! São apenas especulações do seguidores do jóquei de jegue palestino.

    pois Cristo pertence a categoria dos fatos acontecidos
    Aham… juntamente com Zeus, Júpiter, Alá, Osiris, Thor, Et de Varginha, Chupa Cabra, Saci-pererê, e todos os outros seres da terra da imaginação…

    e com ele aparece algo novo no mundo que antes não havia: é possível ter paz com Deus, comunhão com Deus, ser chamado Filho de Deus.
    Na verdade se JC existisse, ainda assim, não teria acontecido nada de NOVO no mundo, pois todas essas fábulas são velhas e existentes em outras religiões. Aliás, não é possível ter PAZ com deus! O deus judaico-cristão desde sua criação apenas incitou e levou os seres humanos ao confronto! Mas isso não é exclusividade dele, pois todas as religiões sempre serviram para justificar confrontos entre os homens. É daí que advém aquela frase que diz: “Nós temos a religião suficiente para nos odiarmos, mas não a que baste para nos amarmos uns aos outros” Alexander Pope

    Contudo, ainda esta comunhão não está completa;
    Ah mais de 2000 anos não está completa… ah mais de 2000 anos os teístas vem encontrando “coisas” que faltam, estranho caso de conveniente cegueira, pois para mim está evidente que a única coisa que falta é o deus judaico-cristão. Mas por mim as pessoas que nele acreditam podem ficar esperando quantos milênios desejarem cada um se apega ao mito que lhe convém.

    o Reino de Deus foi anunciado em Cristo,
    Pois é que coisa mais tosca, eu nunca vi um rei precisar de um coadjuvante para anunciar seu reinado. Ainda mais em se tratando do deus-rei-mais-fodão.

    mas só se consumará amanhã;
    Aham… alguém deve ter falado isso há uns 2000 e poucos anos atrás… e tem gente esperando até hoje..

    por isso carregamos conosco nossa velha natureza, uma natureza que permanece imperfeita e mortal;
    Carregamos a única natureza que temos. Aliás, se somos produto de um deus perfeito, como podemos ser imperfeitos? Se somos a imagem e semelhança como podemos ser tão imperfeitos? Acho que esse deus se existisse, realmente seria a semelhança do homem, pois fez muita coisa errada e pouquíssimas certas.

    por isso a fé suspira pela esperança que há de vir ainda mais uma vez.
    Eu não sei o que leva o autor a escrever coisas que não tem sentido algum, como essa dita acima. Tem tanto “impacto” quanto a frase: “por isso o gás intestinal sai pelo anus, de onde há de vir outras coisas também”.

    Pois o cristão sabe que a morte não é o fim,
    Não o cristão não sabe! Aliás ele não tem a honestidade, a virtude necessária para admitir que não sabe. Virtude de reconhecer a própria ignorância frente a fatos que não são conhecidos, virtude o qual Sócrates cunhou sua célebre frase: “sei que nada sei”. Ao contrário, o cristão prepotente, arrogante, afirma coisas que não tem prova alguma, coisas só podem ser aceitas pela fé. Gostaria de ver quantos cristãos aceitariam como verdade um ateu lhes dizendo: “Senhores se eu pegar essas duas laranjas e somar com aquelas outras duas terei o total de 3 laranjas, pode parecer que serão 4, mas tenham fé são apenas duas! Eu posso sentir que só há 3” Quanto cristãos colocariam suas vidas em jogo pela afirmação de que haveria só 3 laranjas?”

    de fato, a vida eterna inicia-se já ali onde cremos em Jesus Cristo!
    Eu adoro quando começa a frade com “de fato” a começar que há grande discussão no meio científico para saber quando DE FATO a vida se incia. Se é quando se forma o cérebro, quando se forma o sistema nervoso, o sistema circulatório, digestivo, respiratório. Contudo, o que é possível ter certeza DE FATO é que a assertiva do autor está completamente errada! Pois, se não fosse assim, todos os ateus, agnósticos, e teístas de outras crenças devem ser considerados “zumbis” “mortos-vivos” pois não creem no JC.

    Somente em comunhão com ele,
    Nessa perspectiva o próprio autor acabou de dizer que todos estão mortos DE FATO pois anteriormente falou que essa “comunhão” ainda não aconteceu. Assombrem-se! A Terra é uma planeta de mortos DE FATO. Quanta contradição! Quantas afirmações que não fazem sentido.

    engajado em sua causa,
    Até onde me lembro JC não escreveu e assinou em nenhum local dizendo que aquela era sua causa! Não obstante, é simplesmente INCRÍVEL a quantidade de homens – via de regra sacerdotes no sentido latu-sensu – que afirmaram estarem engajados na causa de JC. E é INCRÍVEL que a maioria dessas causas não eram as mesmas! Mas “misteriosamente” as causas de JC quando interpretadas eram no mesmo sentido do que aquelas desejadas pelos próprios sacerdotes. Falar-se em “causa de JC” é algo no mínimo perigoso, pois não há nada a embasar a veracidade e fidelidade da “interpretação”
    que é a causa do homem
    Causa do homem? Que homem? Como pode o autor afirmar que essa é a causa do homem? Como pode desconsiderar todos aqueles que não creem no deus judaico-cristão? Como ele desconsidera todos aqueles que nunca ouviram falar no deus judaico-cristão? Com certeza posso afirmar que essa não é a minha causa e também não é a causa de outras tantas pessoas.
    a saber: o amor, estamos realmente livres do horror da morte – mesmo em tribulações.
    Amor? Confesso que não li TODA a bíblia AINDA. Mas o que já li foi o suficiente para saber que naquelas páginas há muito mais ódio, morte, desrespeitos à vida, a dignidade, há inúmeros exemplos de injustiça. Não se pode falar que não há nenhum ensinamento útil na bíblia, eu não seria honesto se afirma-se isso. Não obstante, é preciso se destacar que as normas úteis encontrados na bíblia já eram encontradas em códigos anteriores (vide as regras do Confuncionismo e dos hindus e budistas). O que não consigo entender é que o autor é muito contraditório, pois uma hora diz que estamos livres da morte, mas basta verificar alguns textos atrás onde o autor constantemente fala em desespero, em medo. Que tipo de amor é este?

    Pois o medo, por si só, não é capaz de salvar.
    O autor não deve conhecer as pesquisas que indicam que o ser humano teve sua sobrevivência prolongada e quem sabe perpetuado-se em razão do medo.(http://www.pedagogiaemfoco.pro.br/met03.htm)

    Não se pode anunciar o juízo de Deus e, pelo medo, fazer trotear os homens a Deus. O medo não salva. Aquele que, por medo, pensa fazer a vontade de Deus, certamente não o faz; somente aquele que ama cumpre os mandamentos, porque seus mandamentos são amor.
    O medo de deus realmente não salva.
     
    Que há de importante nesta vida? Há muitas respostas, mas todas elas são nada, porque tudo isso, cedo ou tarde, acabará em nada. Nessa vida, o que importa é a outra vida.
    Com que autoridade o autor responde por todas as pessoas que “as outras respostas” são nada? O autor limita-se em afirmar que o importante é a “outra vida” lembrando que NÃO HÁ PROVA ALGUMA de que exista outra vida! Contudo, ele prefere arriscar tudo nessa promessa de algo que não se tem qualquer prova! E se ele for honesto deve admirtir isso. Acredito que sacrificar uma vida com base nessa promessa é uma atitude muito imprudente. Na minha opinião muitas são as respostas do que é importante. Com efeito, cada pessoa atribui um significado para a vida. Sob a minha ótica o importante é conciliar a minha felicidade com a felicidade dos outros. Aquele médico, engenheiro que deixa uma obra que beneficia todas as pessoas pode ter certeza de que fez algo importante. Aquele cidadão que viveu de forma honesta, virtuosa, buscado agir dentro das normas estabelecidas pelos homens e sem esquecer a sua felicidade fez algo importante..


    “- Mestre”, perguntou o jovem, “que devo fazer para ter a vida eterna?”
    “- Guarda os mandamentos”, respondeu-lhe o senhor.
    “- Quê devo fazer para ser salvo?”, perguntou o guarda.
    “- Crê no Senhor Jesus”, respondeu o apóstolo.
    Qual a resposta certa? Na verdade? Ambas dizem o mesmo! Pois aquele que é nascido de Deus é Filho de Deus e este cumpre os mandamentos sendo assim herdeiro da vida eterna.

    Pois aquele que é nascido de deus? Mas não são todos? Tô dizendo que os próprios teístas ficam escrevendo coisas contraditórias que não fazem sentido. O cumprir ou não cumprir os mandamentos cristão não implica em nada! Cristãos devem ter consciência de que o fato de eles falarem que algo É. Não implica que ele SEJA! Se disserem que a lei da gravidade não existe os objetos não vão deixar de serem atraídos para o centro da Terra.

    O sentido da fé é a vida eterna, os atos de fé são o amor. E eles só podem se realizar se já não sou eu quem vive, mas se é Cristo quem vive em mim.
     Nos vemos em 2011!

    O sentido da existência do Coringa é combater o Batman, os atos do Batman são a Justiça! E eles só podem se realizar se eu comprar o gibi e CRÊR que Batman não vive naquelas páginas mas vive em MIM. A assertiva do autor faz tanto sentido para as outras pessoas quanto a minha assertiva faz para os cristãos.

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: