8 – QUÊ SOU EU AGORA QUE CREIO?

A nossa tendência é vivermos um legalismo: é mais fácil. Cumprindo regras, compromissos e rituais saciamos a nós mesmos. Contudo, uma vez, um homem foi capaz de dizer de si mesmo: “não vim para ser servido, mas para servir”. Só com ele aprendemos o que é amor, altruísmo e abnegação.

 

Com Cristo, Deus se torna o centro ao redor do qual tudo gravita, e não mais em mim mesmo. O reino de Deus acontece quando ele ocupa o trono atré então usurpado pelo “eu”. Agora que creio vivo não mais em prol do que eu quero, mas do que Deus quer; e a causa de Deus é a causa do homem. A causa do homem acaso não é as tuas necessidades e as necessidades dos outros? Segue-se que a causa de Deus é o amor.

 

Esse mistério de renascer ninguém o pode explicar. Com Cristo, através da operação do Espírito Santo, o homem que és, esse homem falho, com grandes dívidas, dúvidas e erros, é um homem novo, perdoado e perfeito. Pois através de Jesus tu és restaurado à imagem de Deus, imagem restaurada pela Graça que ele mesmo concede. Não que aquele velho homem desaparecesse de todo, mas que já agora prenuncia a existência de um novo que de fato frutifica e provoca a indagação: por que será que este está tão diferente?

 

Todo aquele que Jesus libertou está livre de si para os outros, estando disposto a sacrificar tudo pelos outros, pois eles e tu estão em Deus – torna-se um servo do homem, pois ser governado por Deus é fazer a vontade dele, e a vontade dele é o amor. Isto é as Boas-Novas, viver em amor.

 

    • H.Gil
    • 25 novembro, 2010

    A nossa tendência é vivermos um legalismo: é mais fácil. Cumprindo regras, compromissos e rituais saciamos a nós mesmos. Contudo, uma vez, um homem foi capaz de dizer de si mesmo: “não vim para ser servido, mas para servir”. Só com ele aprendemos o que é amor, altruísmo e abnegação.
     
    Com Cristo, Deus se torna o centro ao redor do qual tudo gravita, e não mais em mim mesmo. O reino de Deus acontece quando ele ocupa o trono até então usurpado pelo “eu”. Agora que creio vivo não mais em prol do que eu quero, mas do que Deus quer; e a causa de Deus é a causa do homem.
    O que deus quer? Quem pode afirmar o que deus quer? Aliás, existe um deus?

    A causa do homem acaso não é as tuas necessidades e as necessidades dos outros? Segue-se que a causa de Deus é o amor.
    A causa de deus nunca foi o amor. É impossível que um ser que (se existisse) tivesse criado esse conjunto de regras impossíveis de serem cumpridas que só leva ao desespero como o próprio autor fala. Esse deus, é merecedor de todas as qualidades que eu já enumerei. A único amor que esse deus seria capaz de sentir seria o amor por si mesmo.
     
    Esse mistério de renascer ninguém o pode explicar.
    Que mistério? Que renascer? Não há como provar esse tal “renascer”, os mistérios que antes eram provados pela religião (e.g. Convulsões atribuídas a possessões) hoje já foram desmentidos pela ciência não havendo mistério algum. Mistério é a ignorância que toma o cérebro das pessoas que não querem abrir os olhos para as coisas que estão evidentes.

    Com Cristo, através da operação do Espírito Santo, o homem que és, esse homem falho, com grandes dívidas, dúvidas e erros, é um homem novo, perdoado e perfeito.
    Cara, essa coisa de JC, Espirito Santo e deus já foi desmascarado aqui http://ceticismo.wordpress.com/religiao/santissima-trindade-desmascarada/

    Pois através de Jesus tu és restaurado à imagem de Deus, imagem restaurada pela Graça que ele mesmo concede. Não que aquele velho homem desaparecesse de todo, mas que já agora prenuncia a existência de um novo que de fato frutifica e provoca a indagação: por que será que este está tão diferente?
    Porque deus precisou de jesus pra fazer algo que ele mesmo podia fazer? Porque os religiosos insistem em criar explicações mirabolantes que não explicam perguntas simples? Ficar divagando sobre o que “X” fez ou deixou de fazer segundo o que “Y” fala. Para tudo! Mas que papo de louco é esse? Nem conseguiu se provar que “X” existe meu! Se não se prova a premissa não há como se chegar a uma conclusão.
     
    Todo aquele que Jesus libertou está livre de si para os outros, estando disposto a sacrificar tudo pelos outros, pois eles e tu estão em Deus
    Quer dizer que alguns JC não libertou? Ele também é meio preconceituoso? Ele veio por todos mas libertou só alguns? Então ele veio por alguns e não por todos. E que papo é esse de sacrificar TUDO pelos outros? Não sejamos hipócritas! Todos pensam primeiro em si próprios e não a nada de errado com isso! Isso é o que nos fez continuar vivo! Isso é o que nos move!
    – torna-se um servo do homem, pois ser governado por Deus é fazer a vontade dele
    Adoro quando as pessoas dizem o óbvio. Esquisito seria o fato de alguém ser governado por algo e não fazer a vontade dele.

    , e a vontade dele é o amor. Isto é as Boas-Novas, viver em amor.
    Amor né… Sei… Amor de exigir oferendas humanas? De exigir que se dê a própria vida por outros! Se essas lições eram tão importantes porque deus não a fez? Porque não se suicidou para terminar com a porcaria que ele mesmo começou? E nem vem com esse papo de que ele fez isso através de JC. Ele criou JC e ponto. Se eu faço um filho e mando ele no meu lugar eu não estou me sacrificando estou sim cometendo um homicídio. Mas cada pessoa interpreta as coisas como melhor lhe convém. Mas contra fatos não há argumentos. E o único fato que há é que não existem provas de que nada do que foi dito na fábula bíblica seja verdade.
     

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: